CNI: indústria enfrenta falta de mão de obra qualificada

CNI: indústria enfrenta falta de mão de obra qualificada
O objetivo do programa é aumentar o número de vagas de educação profissional oferecidas em institutos federais .   O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, afirmou nesta quarta-feira, 18, que uma pesquisa realizada pela entidade revelou que 65% das indústrias brasileiras enfrentam problemas com a falta de qualificação dos seus trabalhadores. Andrade apresentou o dado durante a cerimônia de lançamento da segunda fase do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, o chamado Pronatec 2.0, que deve entrar em vigor a partir de 2015, em um eventual segundo mandato da presidente Dilma Rousseff. O objetivo do programa é aumentar o número de vagas de educação profissional oferecidas em institutos federais, escolas técnicas vinculadas a universidades federais, redes estaduais e o Sistema S (Senai, Senac, Senar e Senat).   Fonte: infomoney.com.br